Notícias

Artistas da MPB aderem novo serviço para a administração de seus direitos autorais

Artistas da MPB aderem novo serviço para a administração de seus direitos autorais

da redação | 07-06-2013 06:32:23

Com repertório de 800 vinhetas, mais de 40 trilhas sonoras, 35 minidiscs com 12 músicas cada e uma infinidade de CDs, Vivaldo Negrão Junior que já trabalhou por 8 anos como sonoplasta nos programas do Ratinho, assinou com a UP-RIGHTS e passa a ter seus direitos autorais administrados pela empresa, que também cuida dos direitos de Beth Carvalho, Luiz Melodia, Jorge Vercillo, e Roupa Nova.

Assim como Negrão, Edson Lobo também tem todos os seus direitos autorais geridos pela UP-RIGHTS. O talentoso contrabaixista, compositor e arranjador já tocou com Baden Powell, Tom Jobim, Elis Regina, Nana Caymmi, João Donato, Chico Buarque, entre tantos outros grandes artistas nacionais e internacionais.

A distribuição dos valores de direitos autorais de execução pública musical repassados pelo ECAD à classe artística da música vem crescendo e batendo recordes ano a ano. Nos últimos cinco anos, a distribuição cresceu 73,21%, mais que o dobro da inflação registrada nesse período.

A UP-RIGHTS tem o objetivo de orientar, fiscalizar e prestar serviços aos artistas que enfrentam problemas com o assunto. Muitos deles chegam a UP-RIGHTS já desacreditados na existência desses direitos, e a função da empresa tem sido demonstrar que com um trabalho correto e minucioso, pode-se alcançar uma remuneração justa pelo uso das suas obras e fonogramas. Quando o tema é direito autoral, o sócio idealizador da empresa conhece bem as diretrizes. Com 20 anos de experiência no mercado cultural, o empresário Daniel Figueiredo atesta que “a partir de um acompanhamento “cirúrgico” do uso das obras dos clientes e de seu cadastramento, mapeamos sua utilização, possibilitando um aumento significativo na arrecadação dos direitos autorais, além de criar o histórico de intervenções e a liberação de créditos protegidos”.

A UP-RIGHTS atua também com ampla legalização de obras para uso em publicações, álbuns, DVDs, clipes e filmes. E o melhor, propõe aos clientes um modelo de negócio em que não mais precisem ceder os seus direitos. A empresa trabalha em parceria com as associações nacionais que compõem o ECAD (ABRAMUS, UBC, ASSIM, SOCINPRO, entre outras) e com as Associações internacionais, tais como SGAE, GDA, ASCAP e BMI entre tantas outras ao redor do mundo. Por meio de contatos estreitos com gravadoras, editoras e distribuidoras de conteúdo digital, a empresa tem o objetivo de manter toda a organização necessária para o correto pagamento de seus artistas.

Link: http://goo.gl/N47xK

Voltar para Notícias